Técnica realizada pela Novacap evita o enfraquecimento de árvores

Para solicitar o serviço, população pode entrar em contato por telefone ou e-mail

Foto: Gabriel Jabur

Qualquer pessoa que identificar asfalto ou concreto muito próximo do caule das árvores pode solicitar à Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) a remoção do material. O procedimento é realizado pelo órgão há mais de dez anos e, desde fevereiro de 2015, foi feito em 60 árvores do Plano Piloto.

O chefe do Departamento de Parques e Jardins da Novacap, Rômulo Ervilha, explica que as árvores precisam de uma área livre para respirar. O solo coberto dificulta a absorção da água, além de influenciar no crescimento da raiz para fora da terra, destruindo parte do piso. “Estamos deixando um espaço de terra em volta para evitar que elas fiquem fracas ou doentes.”

Segundo Ervilha, o ideal seria que o concreto ou o asfalto fossem retirados em um raio do tamanho da projeção da copa de cada árvore — como se fosse sua sombra —, mas, por falta de espaço, o mínimo recomendável de espaço livre é de um metro quadrado.

Nesta semana, uma equipe da Novacap foi até o estacionamento do Bloco Q da 407 Norte para abrir um raio nas nove árvores do local. Atualmente, o atendimento é no Plano Piloto, mas a ideia é expandi-lo para todas as regiões de Brasília. De acordo com Rômulo Ervilha, esse planejamento não impede de atender a demandas específicas. Para solicitar o serviço, a população pode entrar em contato pelos números 3403-2626 e 156 ou pelo e-mail: dpj@novacap.df.gov.br

Cidade arborizada
A Novacap estima que o Distrito Federal tenha cerca de 4 milhões de árvores plantadas. Dessas, mais ou menos um milhão deve estar no Plano Piloto, em quadras, vias, canteiros e parques.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil