Deputada Liliane Roriz comemora 206 anos da Polícia Militar do DF

TAR_9621

A solenidade de comemoração do 206º ano da PMDF foi realizada na manhã desta quarta-feira, 13 de maio, no pátio da Academia de Polícia Militar do Distrito Federal (APMB), e contou com a presença da vice-presidente da Câmara Legislativa do DF, deputada distrital Liliane Roriz.

“Desde a construção da capital federal, a PMDF sempre esteve presente no cotidiano dos migrantes candangos e dos filhos de Brasília. De dia ou de noite, faça chuva ou faça sol, nos centros urbanos ou nos locais mais remotos do DF, lá estará um policial militar, sempre pronto a atender a um novo chamado”, lembrou Liliane.

O comandante-geral da PMDF, coronel Florisvaldo Ferreira César, durante o discurso, falou sobre a atuação dos policiais militares. “A sociedade pode observar em todo DF a presença de nossos policiais militares, atentos a cada instante, para oferecer a cada cidadão um serviço eficiente que possibilite a todos desfrutarem deste inestimável bem que recebe a denominação de segurança pública”, reconheceu.

A solenidade foi encerrada com o desfile da tropa e de alunos do 9º ano do Colégio Militar Tiradentes e contou com a presença do secretário de Segurança Pública, Artur Trindade, do deputado federal, Alberto Fraga, do corregedor da Polícia Civil, delegado Emílson Pereira Lins, do subcomandante-geral da PMDF, coronel Seabra, do chefe da Casa Militar, coronel Ribas, do coronel Narciso Martins da Polícia da Colômbia, além de chefes de departamentos, diretores e comandantes de unidades da PMDF e convidados.

Liliane parabenizou a Polícia Militar do DF, lembrando números importantes para a segurança na capital. “São 15 mil policiais no serviço ativo em todas as cidades do DF. Neste ano, de acordo com o relatório de produtividade da Divisão de Análise Criminal da PMDF, foram realizados mais de 84.000 atendimentos a ocorrências, mais de 8.000 mediações de conflitos, cerca de 800 armas de fogo e 500 quilos de drogas foram apreendidos”, comentou a parlamentar.

Fonte: Redação.
Compartilhar

Por: Movimento dos Comunicadores do Brasil