Comércio pode perder 30% por conta da greve dos bancários, segundo CNDL

Na avaliação da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas, a paralisação das agências bancárias está prejudicando a economia como um todo, o comércio como também a população


Além dos transtornos aos consumidores por conta da greve dos bancários, o comércio também deve ser prejudicado. Segundo a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) o setor pode perder 30% devido as paralisações das agências bancárias. Como forma de tentar amenizar os efeitos do movimento, a entidade enviou um ofício à Federação Nacional dos Bancos (Febraban), que representa as instituições financeiras, solicitando uma intervenção para evitar que a greve se prolongue até o quinto dia útil, período de pagamento.

Na avaliação da CNDL a greve dos bancários está prejudicando a economia como um todo, o comércio como também a população. A entidade que representa mais de 1,2 milhão de estabelecimentos comerciais no Brasil, afirmou em nota que “atualmente, a situação se encontra em uma situação delicada e precisa de estímulos para retomar o crescimento.” De braços cruzados há duas semanas, os grevistas já fecharam mais de 10 mil instituições financeiras em todo país. 
Compartilhar

Por: SAC Sistema Alternativo de Comunicação